Carregando...

Conheça os pilares da Inteligência Emocional

  • Home
  • Conheça os pilares da Inteligência Emocional
Shape Image One
Conheça os pilares da Inteligência Emocional

A aptidão para identificar e entender as nossas emoções e também, as das outras pessoas, chama-se inteligência emocional (IE). Essa capacidade é cada vez mais valorizada no mundo atual, não só pela crise sanitária que estamos passando, como também devido ao tipo de relacionamento que estamos vivenciando no mundo digital, onde a gestão emocional é fundamental.

     Isso porque, segundo a Psicologia, a realidade é entendida através do olhar do observador. O que é isso? Nós interpretamos e compreendemos as coisas, textos, eventos e pessoas através das nossas crenças, valores e estado emocional. Assim, ao educar as emoções, desenvolvemos um tipo de inteligência que nos ajuda a lidarmos com os conflitos de forma mais saudável, num mundo cada vez mais volátil, incerto, complexo e ambíguo, o chamado mundo VUCA.

      No entanto, existem várias ideias e estudos em torno das competências ligadas à Inteligência Emocional.  Principalmente, como podemos desenvolver essas competências no ambiente escolar. As diversas discussões educacionais são produtivas, mas também conflituosas, pois deixam os profissionais da educação inseguros quanto aos métodos e impactos das competências socioemocionais, seja na aprendizagem escolar, ou mesmo para o desenvolvimento pessoal e social dos alunos.

      Assim, os educadores devem primeiro conhecer os pilares da Inteligência Emocional para saberem quais as habilidades socioemocionais serão melhor desenvolvidas em sala de aula. Diante da crise gerada pela pandemia, por exemplo, há uma tendência maior de valorização das competências que nos ajudem a lidar com o desconhecido, como as habilidades de abertura ao novo (que se desdobra em curiosidade para aprender, imaginação criativa e interesse artístico), a autogestão (que implica determinação, organização, foco, persistência e responsabilidade) e resiliência emocional (tolerância ao estresse, autoconfiança e tolerância à frustração).

       O aprendizado dessas habilidades ajuda a desenvolver a Inteligência Emocional dos envolvidos, sejam alunos ou professores.  Uma sugestão é a leitura do livro “Inteligência Emocional: a teoria que redefine o que é ser inteligente”, de Daniel Goleman (1995), onde ele lista cinco pilares da inteligência emocional, que são: Conhecer as próprias emoções/ Controlar as emoções/ Automotivação/ Empatia/ Relacionar-se interpessoalmente.

       Para cada um desses pilares existem estratégias educacionais diferentes, por isso, pesquisar e estudar esse assunto é fascinante. Recomendo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright ©2020 Todos os direitos reservados by Ludis Editora – CNPJ: 04.059.270/0001-29 

Open chat